FUNCIONÁRIO DE FINANÇAS DETIDO POR SUSPEITAS DE FALSIFICAÇÃO DE DOCUMENTOS

A Polícia Judiciária deteve mais um funcionário do ministério das Finanças, por suspeitas de crimes de falsificação e peculato.

O suspeito, que também é chefe de repartição de serviço de pensão, está a ser acusado de falsificar o boletim oficial, no qual concedeu à sua mãe o direito de antigo combatente da luta de libertação nacional com o direito a uma pensão mensal de 420 000 francos CFA.

O suspeito, de 42 anos de idade, começou a trabalhar no ministério das Finanças em 2005. Vai ser apresentado na próxima segunda-feira, 18 de julho, ao juiz da instrução criminal (JIC) para audição e, consequentemente, aplicação de medidas de coação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.